11 de janeiro de 2010

Dança comigo, sim?

A dança era de iniciação. De puro acasalamento. Colados pelo pescoço, lá por trás. Pela nuca. Eunuca de vontade porque a dança, a verdadeira, era inata e genética. Impossível de resistir ou escapar. Ecléctica. Mas poética de palavras não ditas. De adjectivos silabados. Comedidos. Desesperados. E tão, mas tão sentidos… Era também de sedução. A dança, como uma canção. Ritmada como uma melodia que não sai do olfacto. Tatuada aos ouvidos como uma perpétua récita em Dó Menor. Dança comigo, sim? De mão na cintura, como num tango. Rosa vermelha na boca, ao canto. Porque a dança é de satisfação! De emoção: pura devoção. A outra, a mão, no pescoço, aberta como a verdade, sem piedade do que de lá sai. Da boca. Vermelha como a rosa. De contenção. Afiada como os picos. Acomodação…

O enlear dos corpos dá-se na testa com a festa na ponta dos dedos. Quilómetros de pensamentos dedilhados em uníssono. Trilhos de palavras a médio grau tremidos. Impressões digitais não detectáveis na pauta tocada a piano e saxofone. Branco e preto. Quente e frio. Perto e longe. Como uma dança. Como o tango. De mão na cintura e no pescoço. E no corpo todo…

10 comentários:

Maçã e Canela disse...

Sem palavras.
Quase que revejo e sinto isso tudo.;)* Beijinho

CarMG disse...

é bom quando se revêem naquilo que escrevemos e as interpretações subjectivas assim o ajudam.

é igualmente fascinante as diferentes interpretações de cada um!

melhor ainda seria cada um interpretar e partilhar, tipo aula de Português!! Seria a loucura!

Lina disse...

Já estranhava o teu silêncio.
Perdida na dança, quem poderia julgar-te pela ausência?
**

CarMG disse...

julgar é tão fácil... e o silêncio, tão cómodo... mas dançar, que previlégio :)

Anónimo disse...

Assim, foi bom dançar contigo. Em danças literárias como esta serás sempre tu a "liderar"...foi bom "ouvir" esta música e deixar o pensamento dançar.

Aquele beijinho

CarMG disse...

...e bailar, de olhos fechados, de sentidos apurados e simplesmente seguir ao ritmo do compasso e do bater do coração...

É bom dançar em conjunto, não é?
É bom ter com quem dançar... com a mão na cintura e no pescoço e no corpo todo :) Como no Tango!

Aquele beijinho

IsaCruz disse...

Penso que a "escolha" deste texto, para iniciares este ano o blog, te deu e vai dar "asas" à imaginação para enfrentares de forma ritmada 2010. Gostei...
Bj

CarMG disse...

Nada como uma boa dança para abrir o baile :)

ZapporssoN_81 disse...

Tango...

CarMG disse...

... é bom, não é?
;)