11 de dezembro de 2009

Ousadia

Sair da sombra do sofá! Ousar afastar a manta quente e cómoda e meter os pés no chão. Ousar sair para a rua, descalço. E correr sobre a erva fria, gelada e molhada do orvalho da noite. Escorregadia por debaixo dos pés. Mas deixá-la escorregar enquanto ainda estão quentes. Enquanto a chuva que cai não os resfria. Ter a ousadia de ousar e dar um passo em frente, mesmo de olhos vendados. Mesmo de olhos fechados. Mesmo de pulsos cerrados. Aceitar as consequências como se de um ramo de flores se tratasse. Umas mais florais que outras. Outras com mais picos que umas. E não se picar porque não se tocou. Porque não se tentou. Eles, os picos, estarão lá, na mesma. A consequência de não te ser picado… foi o não ter tido a sorte de ter sido tentado. A única tentação, foi a de nada fazer. E apenas ficar a ver. A tentação do outro lado da estrada. Do outro lado do rio. Do outro lado da vida. A inocência da descoberta. De tocar (com a ponta dos dedos). Porque se ousa. Porque se tenta. Porque se quer. A ousadia de tirar a roupa no meio da rua e gritar como um louco. A loucura ousada de sair e dar beijos e abraços a toda a gente. A sanidade louca de dizer: não. Não quero. Mais. Porque ouso ser feliz! Com toda a loucura insana da ousadia.

3 comentários:

Maçã e Canela disse...

Adoro.

E urgente ousar, ousar ser feliz.

IsaCruz disse...

"Ter a ousadia de ousar" e ser feliz é uma grande ousadia. Como tal,é necessário aproveitar .."toda a loucura insana da ousadia.". Ela escapa por entre os dedos... e quando damos por isso...falta a coragem de ousar.

CarMG disse...

Ousar, porque se não o fizermos, ninguém o fará por nós!
Ousar, porque o mundo, o nosso, pode sempre acabar amanhã!

Tenho que rescrever este post, não gosto dele...

beijinhos :)